PUBLICIDADE
Notícias

Novo ministro da Cultura diz que não vai 'brigar com Marta'

12:30 | 31/12/2014
Após ser detonado em nesta terça-feira, 30, pela ex-ministra da Cultura Marta Suplicy (PT), o futuro ministro da Cultura, anunciado pelo Palácio do Planalto, Juca Ferreira, disse na tarde desta quarta-feira, 31, que não vai polemizar com a petista.

"Não vou discutir, não vou brigar, a chance (disso acontecer) é zero", afirmou ele enquanto tomava um café em shopping de Brasília.

Quando a volta de Ferreira ao MinC foi anunciada ontem, Marta publicou reclamações em seu próprio perfil no Facebook: "A população brasileira não faz ideia dos desmandos que este senhor promoveu à frente da Cultura brasileira. O povo da Cultura, que tão bem o conhece, saberá dizer o que isto representa".

Ferreira estava em companhia de uma mulher e de Pablo Capilé, fundador da comunidade Fora do Eixo, grupo que, entre outras atividades, trabalha com fomento cultural. Os três concordaram que "amanhã ninguém mais se lembrará" das críticas da petista, por isso não valia a pena respondê-las.

Bem com todos

Durante a primeira passagem de Ferreira pela pasta, entre 2008 e 2010, Capilé integrou comitê do Fundo Nacional de Cultura. Quando Marta foi anunciada titular do MinC, ele foi um dos principais defensores da nomeação da petista para o cargo.

O novo ministro contou que sua indicação para o ministério só foi decidida ontem, mesmo tendo sido colaborador do programa de governo da candidatura da presidente Dilma Rousseff à reeleição.

"Eu não tinha certeza, né, porque a minha avó me ensinou que não podemos contar com o ovo no 'popô' da galinha. Fiz isso em 2010 e me ferrei", riu. Ferreira toma posse dia 12.

TAGS