PUBLICIDADE
Notícias

Contag pede a Dilma continuidade de negociação para melhorar agricultura familiar

17:10 | 09/12/2014
Dando sequência aos encontros com movimentos sociais, a presidente Dilma Rousseff recebeu nesta terça-feira o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura (Contag), Alberto Broch, para uma conversa sem agenda específica.

De acordo com Broch, a reunião serviu para que os trabalhadores pedissem a Dilma que continuasse as negociações sobre melhorias para a Agricultura Familiar e a Reforma Agrária, mas sem uma pauta específica. No entanto, o presidente da Contag lembrou a Dilma que 2015 será um ano de "grandes movimentos do campo". "Em abril, teremos aqui em Brasília o 3º festival nacional da juventude rural. Em agosto, a Marcha das Margaridas (mulheres do campo) e ainda o grito da terra", lembrou.

Broch garantiu que não tratou com Dilma sobre a decisão de nomear a senadora Kátia Abreu para o Ministério da Agricultura, mas que acha "péssima" a indicação. "Não tratamos disso, não falamos de equipe de governo. Mas, se vocês me perguntarem o que eu acho, eu acho péssimo. Mas esse é um problema do governo", afirmou. "Vamos continuar a ação independentemente da ministra. Temos uma proposta para a agricultura, ela tem outra. É legítimo". Broch afirma que a presidente estava "muito à vontade, muito descontraída", e que anotou as propostas e prometeu continuar recebendo as entidades e orientou o governo a continuar sempre as negociações com os produtores rurais.

TAGS