PUBLICIDADE
Notícias

Ferreira é quadro 'mais forte e preparado', diz produtor

18:20 | 11/11/2014
Ativo nos debates com o Ministério da Cultura desde a gestão Gilberto Gil (2003-2008), o presidente da Associação de Produtores Teatrais do Rio, Eduardo Barata, afirma considerar que o quadro "mais forte e preparado" para suceder Marta Suplicy é o ex-ministro Juca Ferreira, atual secretário municipal de Cultura de São Paulo. "Ele representou vários avanços. Tem força política, vai ao Congresso, aos outros ministérios, fica esperando até a presidente recebê-lo. Não é uma unanimidade, mas é o mais forte", disse.

Outros nomes que circulam como possíveis substitutos de Marta são o do presidente do Instituto Brasileiro de Museus, Angelo Oswaldo de Araujo Santos, o do assessor especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia, o do ex-presidente José Sarney e o da deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ). Juca foi coordenador do programa de governo da presidente Dilma Rousseff na área cultural - o que foi visto pelo setor como um sinal de que ele voltaria ao comando da pasta a partir de 2015.

Antigo colaborador da pasta (foi representante do MinC no Rio no período Gil), o filósofo Adair Rocha concorda que a volta de Juca seria o melhor para a continuidade do trabalho deixado por ele em 2010, quando assumiu a ministra Ana de Hollanda. "Juca seria o indicado para que se volte a ter o protagonismo da sociedade, a atenção à diversidade. Ele tem representatividade com o mercado e com os movimentos sociais e pode dar continuidade a projetos como o Cultura Viva e os pontos de cultura, além de incentivar a economia da cultura."

TAGS