PUBLICIDADE
Notícias

Vereador preso por boca de urna em Sobral, CE, é solto

17:40 | 05/10/2014
O vereador Antônio Gaudêncio (Pros), preso neste domingo, 5, por suspeita de boca de urna em Sobral (CE), foi solto por volta das 16 horas e saiu acompanhado do governador Cid Gomes (Pros). Cid afirmou que a prisão "é reflexo da milícia que começa a tomar posse do aparelho de segurança do Ceará".

Mais cedo, ao votar em Fortaleza, o ex-ministro da Integração Nacional Ciro Gomes afirmou que o candidato ao governo Eunício Oliveira (PMDB) está ligado a milícias no Estado. A Delegacia Regional de Sobral está hoje sob o comando da Polícia Federal (PF). Procurada pela reportagem, a assessoria da PF informou que só divulgará detalhes do ao fim do dia, quando fizer o balanço de atuação nesta eleição.

O vereador faz parte da base aliada dos Gomes em Sobral, reduto eleitoral da família. Cid, que votou pela manhã na cidade, ficou mais de uma hora e 30 minutos na delegacia para se "solidarizar" ao parceiro político e "amigo há mais de 20 anos". Gaudêncio é um dos 19 vereadores da cidade que integram a ampla maioria de apoio aos Gomes na Câmara Municipal (somente dois fazem oposição, ambos do PV).

Como continuava na delegacia regional de Polícia Civil da cidade às 15h30, o governador não acompanhou seu candidato ao governo, Camilo Santana (PT), que foi para Fortaleza acompanhar o voto do candidato a senador da chapa, Mauro Filho (Pros).

TAGS