PUBLICIDADE
Notícias

Resultado do 1º turno foi o mais rápido, diz TSE

20:50 | 06/10/2014
A divulgação do resultado do primeiro turno da eleição presidencial, quatro minutos antes das 20h, foi a mais rápida da história da Justiça Eleitoral, de acordo com o TSE. Nesse domingo, 5, os candidatos que iriam se enfrentar no segundo turno - Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) - foram conhecidos às 19 horas 56 minutos e 28 segundos, com 91% dos votos válidos apurados. Em 2010, a definição do segundo turno entre Dilma e José Serra (PSDB) aconteceu por volta das 21h.

A proclamação oficial do resultado será feita na sessão ordinária do TSE de amanhã, 7, às 19h. Depois de 48 horas da proclamação, o horário eleitoral gratuito para presidente poderá ser reiniciado. Na prática, os programas podem ser veiculados já na quinta-feira à noite, dia 9, mas a decisão depende de um acordo entre os partidos.

Os partidos políticos devem comunicar ao TSE ainda amanhã a definição sobre a data de início do programa eleitoral. O presidente da Corte, Dias Toffoli, irá informar a decisão dos partidos - com base nas datas fixadas pelo TSE - logo após a proclamação do resultado.

O TSE divulgou nesta segunda balanço geral do primeiro turno das eleições. No total, 115,122 milhões de eleitores foram às urnas (80,61% do eleitorado). Os votos válidos corresponderam a 90,36%, os brancos, a 3,84%) e os nulos a 5,80%. Entre os 84.349 eleitores que solicitaram o voto em trânsito, a abstenção chegou a 11,32%.

Oito seções eleitorais no País utilizaram votação manual, em Jaguaré (ES), Goianésia do Pará (PA), Floresta (PE), Picos (PI), Santo Antônio (RN), Içara (SC), Brasileia (AC) e Salvador (BA).

Biometria

O tribunal informou que irá recomendar aos Tribunais Regionais Eleitorais que, nas próximas semanas, sejam reforçadas as orientações de procedimentos relacionas a urnas biométricas. Ontem, a votação por cadastro biométrico gerou filas em algumas localidades. No Distrito Federal, por exemplo, onde 100% dos eleitores possuíam cadastro biométrico, o TRE cogitou atrasar o início da apuração por conta da demora.

De acordo com o TSE, 21.677.955 eleitores estavam aptos a votar através da biometria nas eleições deste ano. Deste número, 91,5% foram reconhecidos pelas digitais.

TAGS