PUBLICIDADE
Notícias

Áudio mostra dirigente cobrando título de eleitor de sindicalistas em assembleia com candidato

A gravação foi realizada durante evento, organizado pelo Sintepav-CE com a presença do candidato Eunício Oliveira (PMDB)

22:12 | 21/10/2014

Áudio recebido pelo WhatsApp do O POVO Online mostra dirigente sindical pedindo o título de eleitor do público durante assembleia realizada no distrito de Pecém, no município de São Gonçalo do Amarante, Região Metropolitana de Fortaleza.

A gravação foi realizada durante evento, organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplenagem em Geral no Estado do Ceará (Sintepav/CE), nesta terça-feira, 21, com a presença do candidato Eunício Oliveira (PMDB).

Ouça o áudio aqui

A gravação feita durante o comício traz o presidente do sindicato, Raimundo Nonato Gomes, relembrando a promessa firmada com os trabalhadores para que eles trouxessem os títulos de eleitores para a assembleia realizada pelo sindicato. "Vocês uma vez me prometeram um dia, numa assembleia, trazer o título de eleitor. Tá lembrado disso, pessoal? E não trouxeram, não trouxeram. Trazer o título de eleitor pra mostrar", afirmou o presidente. No discurso, o locutor faz ainda diversas críticas ao que considerou falta de apoio do governo nas negociações sindicais.

A assessoria de Eunício nega que o discurso tenha sinalizado qualquer intenção de compra de voto. Ela apenas confirma que Raimundo abriu a fala do candidato, como mostra o áudio. Ainda segundo a assessoria, o comício reuniu cerca de 15 mil pessoas. "Esse é o nosso grito de vitória e de conquistas que vamos ter sempre. Toda vez que marcamos uma assembleia mandam polícia pra cá. Queremos que sejam respeitados os nossos direitos", afirmou o presidente.

O candidato do PMDB discursou para o público, teceu críticas ao governo do adversário político Cid Gomes (Pros) e prometeu diálogo com a classe trabalhadora. "Eu sou candidato porque não aceito a falta de diálogo. O que custa chamar os trabalhadores e discutir os seus interesses? Eu vim aqui nessa manhã para dizer aos senhores que essa força sindical terá diálogo no meu governo. Se governador eu for a força sindical vai participar sim", enfatizou.

O POVO Online tentou contato com o Sintepav-CE, mas os telefones disponíveis não foram atendidos.

 

Redação O POVO Online 

TAGS