PUBLICIDADE
Notícias

Pressão de Fux para nomear filha desembargadora gera constrangimento, diz site

Evitando possíveis críticas a respeito de favorecimento da filha de Fux, a OAB-RJ alterou o processo de escolha que deverá ser divulgado no dia 9 de outubro

14:24 | 23/09/2014
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, trabalha incessantemente para fazer da filha a nova desembargadora do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

De acordo com a publicação, o ministro estaria em campanha, através de ligações para advogados e desembargadores responsáveis pela escolha, para realizar o sonho filha, Marianna Fux, de apenas 33 anos. Ela concorre a uma das vagas que cabem à OAB-RJ.

Evitando possíveis críticas a respeito de favorecimento da filha de Fux, a OAB-RJ alterou o processo de escolha que deverá ser divulgado no dia 9 de outubro. Ao todo são 38 candidatos concorrendo. Marianna é graduada em direito pela Universidade Candido Mendes e sócia do Escritório de Advocacia Sergio Bermudes.

Nomeação

Em março deste ano a filha do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello, a advogada Letícia Mello, foi nomeada pela presidente Dilma Rousseff para ser desembargadora do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, que abrange as áreas do Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Além do pai influente, a jovem advogada, de apenas 37 anos, é filha da desembargadora do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios Sandra de Santis. Formada em 1997, Letícia é especialista em Direito Tributário e Administrativo. Ela foi a mais votada para o cargo em disputa com o advogado Luiz Henrique Alochio, de 43 anos, e da advogada Rosane Thomé, de 52 anos.

Apesar do consenso de que a filha do ministro seja uma advogada considerada promissora, foi considerada nova para assumir o cargo.

Redação O POVO Online

TAGS