PUBLICIDADE
Notícias

Padilha quer 'colar' sua imagem à de Lula e Dilma

20:00 | 14/09/2014
O candidato do PT ao governo de São Paulo, Alexandre Padilha, comemorou o aniversário de 43 anos fazendo campanha no bairro de Itaim Paulista, na zona leste da capital. O petista circulou pelo comércio e pela feira local, onde cumprimentou eleitores e pediu de presente "a virada" - referindo-se a um crescimento nas pesquisas de intenção de votos na reta final da campanha suficiente para garantir sua presença no segundo turno.

O petista está em terceiro lugar nas pesquisas, com 9% das intenções de votos, atrás de Geraldo Alckmin, do PSDB (49%), e Paulo Skaf, do PMDB, que tem 22%.

A cúpula da campanha petista se reúne na noite deste domingo, com a presença de candidatos a deputado federal e estadual do PT, PcdoB e PR, partidos que compõem coligação "Pra mudar de Verdade", para definir a estratégia para os próximos dias.

Padilha disse neste domingo, 14, que pretende intensificar as atividades de rua principalmente na região metropolitana da capital. A avaliação da campanha é que, ao circular pelo cinturão que circunda a região Metropolitana de São Paulo, visitando também o Vale do Paraíba e a Baixada Santista, o candidato tenha cumprido agenda na região que concentra cerca de 80% do eleitorado do Estado.

A ideia agora é concentrar atividades para "colar" ainda mais sua imagem à da presidente Dilma Rousseff (PT), que tenta a reeleição. "As eleições anteriores já mostraram que há uma tendência do voto ao governador 'colar' no do presidente na reta final. O problema este ano é que as pessoas estavam desinteressadas pela política", disse. Além do marcado para a próxima terça-feira, dia 16, no Largo 13 de maio, na zona Sul da capital paulista, em que Dilma estará presente, a ideia é até 5 de outubro agendar outros eventos e com a presidente em São Paulo.

Na reunião também serão definidas datas para eventos com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "O Lula quer vir a São Paulo pelo menos cinco vezes até outubro", disse. No último sábado, o ex-presidente participou de caminhada em Sapobemba, zona Leste de São Paulo.

No Itaim Paulista, na manhã deste domingo, Padilha esteve na lagoa do Vale do Itaim, gerada a partir do acúmulo de esgoto. O local, à margem do rio Tietê, é conhecida fonte de problemas para moradores da região, que pedem a limpeza da lagoa. "Em 2010 aqui ficou alagado por mais de 40 dias", disse Padilha. "É uma prova que o governador do Estado não faz nada para captar água nem para evitar enchente", completou.

TAGS