PUBLICIDADE
Notícias

No NE, Marina lembra um mês da morte de Eduardo Campos

16:20 | 13/09/2014
A candidata do PSB à presidência, Marina Silva, lembrou neste sábado, 13, um mês da morte de seu ex-companheiro de chapa Eduardo Campos, vítima de um acidente aéreo em Santos. "Há um mês, o Brasil perdeu Eduardo Campos, uma liderança jovem, propositiva e vigorosa em defesa do desenvolvimento econômico e social. Sua candidatura à Presidência expressava a esperança de uma desejada renovação no quadro político brasileiro", escreveu Marina em sua página no Facebook.

Em um momento em que tem reclamado ser vítima de ataques agressivos dos adversários, Marina lembrou a postura política de Campos e disse que mesmo com "o jogo bruto" da política o ex-governador mantinha o respeito com adversários.

"O jogo bruto da política não o impedia de ser gentil até com os adversários, buscando o diálogo e o debate respeitoso de ideias", afirmou, destacando que a força de Campos residia, antes de tudo, no homem amoroso, devotado à mulher e aos filhos.

Marina lembrou ainda sua convivência diária com o então candidato nos 10 meses que os dois compunham a chapa do PSB e disse que aprendeu a "respeitá-lo, a admirá-lo e a confiar em suas atitudes e seus ideais". A candidata disse que tem a responsabilidade de dar continuidade no projeto então encabeçado por Campos e lembrou uma das últimas frases do ex-governador. "Assim como disse Eduardo, não vamos desistir do Brasil."

Agenda

A candidata faz hoje uma série de atividades de campanha no Nordeste. Ela visitou Sobral (CE) e Campina Grande (PB) e segue agora para João Pessoa (PB), onde faz comício às 16h. À noite, ela vai a Teresina onde faz comício às 20h.

TAGS