PUBLICIDADE
Notícias

Simon compara morte de Campos à de Ulysses Guimarães

14:50 | 13/08/2014
O senador gaúcho Pedro Simon, um dos principais apoiadores no PMDB da candidatura de Eduardo Campos (PSB) à Presidência, afirmou na tarde desta quarta-feira, 13, em entrevista ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, que a morte do socialista é comparada a do ex-presidente da Câmara dos Deputados Ulysses Guimarães. Campos morreu esta manhã vítima de um acidente aéreo em Santos (SP) e Ulysses Guimarães, em um acidente de helicóptero no litoral do Rio de Janeiro em outubro de 1992.

"A gente achava que essa fase tinha terminado, quando a gente é surpreendido com uma noticia dessas", afirmou Simon por telefone, emocionado. Um dos políticos mais longevos em atividade, que não vai concorrer à reeleição em outubro, Simon disse que, não fosse a morte de Ulysses, de quem era muito próximo, o PMDB poderia ter um candidato forte à sucessão de Itamar Franco. A partir daí, disse, seu partido perdeu força política.

O senador gaúcho disse que caberá ao PSB conduzir o processo político para escolher um nome na sucessão presidencial que embale o discurso de Eduardo Campos. Questionado se poderia ser a colega de chapa de Campos, Marina Silva, Simon disse que Marina não tem, no momento, nem "condições psicológicas" para conduzir esse processo. "Ela está no centro do debate", avaliou.

Para Simon, havia até o momento uma "indecisão" e uma "interrogação" no eleitorado em quem vai apoiar para presidente. Segundo ele, a partir do fatídico episódio, o eleitorado poderá despertar para a importância da política e para a disputa eleitoral.

TAGS