PUBLICIDADE
Notícias

PSB declara luto e diz que Campos vivia auge da carreira

15:10 | 13/08/2014
Em nota divulgada nesta quarta-feira, 13, o PSB declara luto pela morte do presidente da sigla e candidato à Presidência da República, Eduardo Campos. A mensagem, assinada pelo vice-presidente do partido, Roberto Amaral, diz que o Brasil perde "um jovem e promissor estadista" e que o País precisava de seu "destemor", "patriotismo" e "competência". "No dia em que são passados nove anos do falecimento de Miguel Arraes, o Partido Socialista Brasileiro cumpre o doloroso dever de comunicar o falecimento, nesta data, vítima de acidente aéreo, do seu presidente, ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, nosso candidato à Presidência da República", diz Amaral no início da nota.

O dirigente lembra que Campos completou no último domingo 49 anos e que vivia "o auge de sua brilhante carreira política". "Candidato à Presidência da República, apresentou-se ao debate de nossas questões fundamentais, coerente com os princípios que sempre nortearem sua vida, e o primeiro deles era a busca por justiça social, razão de existência do Partido Socialista Brasileiro", enfatiza o texto.

TAGS