PUBLICIDADE
Notícias

Ibope mostra estabilidade na corrida presidencial

21:50 | 07/08/2014
Pesquisa Ibope contratada pela Rede Globo e divulgada na noite desta quinta-feira, 7, no Jornal Nacional mostra estabilidade na disputa presidencial. A presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, soma 38% das intenções de voto, mesmo resultado da pesquisa anterior, divulgada em 22 de julho. O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, tem 23% das intenções de voto, ante 22% do levantamento anterior. O candidato do PSB, Eduardo Campos, tem 9% das intenções de voto - eram 8% na pesquisa anterior. Todas as oscilações estão dentro da margem de erro.

O candidato Pastor Everaldo (PSC) é escolhido por 3% dos eleitores, mesmo patamar anterior. Luciana Genro (PSOL) e Eduardo Jorge (PV) têm 1%. Os demais candidatos registraram menos de 1%. Os votos brancos e nulos somam 13% e os eleitores que não sabem em quem votar são 11%. Na pesquisa anterior, brancos e nulos eram 16% e indecisos, 9%.

Segundo turno

A pesquisa Ibope mostra que a presidente Dilma Rousseff (PT) venceria os dois principais oponentes num eventual segundo turno se a eleição fosse hoje.

No cenário em que o adversário é o senador Aécio Neves (PSDB), a petista tem 42% das intenções de voto contra 36% do tucano. Votos em branco e nulos são 15% e indecisos, 7%. Na pesquisa anterior, divulgada em 22 de julho, Dilma tinha 41% e Aécio, 33%.

Quando Eduardo Campos (PSB) é o adversário, a presidente tem 44% das intenções de voto contra 32% do pessebista. Votos em branco e nulos somam 16% e indecisos, 8%. Na pesquisa imediatamente anterior, Dilma tinha 41% contra 29% de Campos.

A pesquisa Ibope foi realizada entre os dias 3 e 7 de agosto, por encomenda da Rede Globo. Foram feitas 2.506 entrevistas em 175 municípios de todas as regiões do Brasil. A margem de erro máxima é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, em um nível de confiança estimado de 95%. Ou seja, se fossem feitas 100 pesquisas idênticas a esta, 95 deveriam apresentar resultados dentro da margem de erro. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral com o número BR-00308/2014.

TAGS