PUBLICIDADE
Notícias

Governador do PR e candidatos lamentam morte de Campos

16:50 | 13/08/2014
O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), que participava nesta quarta-feira, 13, do enterro do Arcebispo de Cascavel, Dom Armando Círio, lembrou a amizade que tinha com o candidato à Presidência da República, Eduardo Campos (PSB), morto em acidente de avião na manhã desta quarta, em Santos (SP). Campos estava com agenda prevista para a próxima semana em Curitiba e em Ponta Grossa.

"Embora o meu partido tenha candidato eu tinha muito apreço, não economizava elogios; é um duro golpe na esperança de todos os brasileiros de bem, que acreditam na força das ideias e na honestidade de propósitos. Pessoalmente, me sinto profundamente abalado pela perda de um grande amigo, a quem aprendi a admirar pela sua conduta sempre gentil e solidária", comentou em nota.

O ex-prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB), também lamentou a morte do companheiro de partido. "Eu lamento neste momento, até deixando o lado político de lado; mas seu lado humano, uma pessoa muito generosa e que estava sempre mostrando grande disposição, como demonstrava agora, nessa campanha", disse.

Ducci estreitou sua amizade com Campos no período em que foi prefeito de Curitiba e por diversas vezes esteve em Recife para fazer intercâmbios de programas de governo. "Ele como governador tinha muito interesse em conhecer e implantar um programa nos moldes do Mãe Coruja, como tínhamos em Curitiba".

"Lamento muito e estou solidário com a família, com a Renata (mulher de Campos), que sempre militou na área social, estou chocado", concluiu Ducci, que confirmou presença no enterro de Campos, que ainda deverá ser definido nos próximos dias.

Já o presidente estadual do partido, Severino Araújo, disse que o PSB perdeu uma grande liderança. "Ele estava muito bem preparado, como ministro, governador e uma grande alternativa nessa campanha", comentou.

Já o senador Roberto Requião (PMDB) disse ter ficado chocado. "Chocado com a morte de Eduardo Campos. Paro um pouco para refletir sobre a vida e a política. Condolências sinceras à família", comentou pelo twitter.

A senadora Gleisi Hoffmann (PT), lamentou a morte prematura de Campos. "Com pesar, recebi há pouco a notícia do falecimento de Eduardo Campos. Sempre muito triste ver alguém tão jovem (49) partir de maneira tão trágica. Neste momento, diferenças políticas ficam em segundo plano. Me solidarizo e mando minhas orações para família e amigos", disse.

Por causa da morte de Eduardo Campos, a Band suspendeu o debate entre os candidatos ao governo do Paraná que deveria acontecer na noite desta quinta-feira, 14.

TAGS