PUBLICIDADE
Notícias

Brasil perde um grande brasileiro, dizem entidades

16:10 | 13/08/2014
Com a morte do presidenciável Eduardo Campos, "o País perde um grande brasileiro de trajetória política marcada por dedicação diante de suas convicções", avaliam a Federação e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp). Em nota, as duas entidades dizem que receberam com consternação a notícia. "Neste momento de dor e pesar, a Fiesp e o Ciesp prestam solidariedade à família de Eduardo Campos."

O presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) também lamentou a morte do ex-governador de Pernambuco e candidato à Presidência da República pelo PSB, Eduardo Campos. Em nota divulgada hoje, Murilo Portugal se disse "profundamente chocado com a trágica notícia da morte". "O Brasil e Pernambuco perderam um grande líder político e um administrador público competente. Mas meus pensamentos neste momento são para sua família, a quem estendo profundo pesar em meu nome pessoal, como seu admirador e amigo", disse o comunicado.

Já o presidente do Santander Brasil, Jesús Zabalza, afirmou que o banco recebeu com enorme pesar a notícia do falecimento do ex-governador. "O Brasil perde um de seus mais importantes homens públicos, que soube como nunca honrar a forte tradição política de sua família", disse ele.

O executivo destacou ainda que todos do Santander se solidarizam com a família e amigos neste momento trágico. Segundo ele, os ideais e realizações de Campos permanecerão como um exemplo para todos aqueles que com ele conviveram e partilharam do seu "sonho de construir um Brasil melhor". Campos faleceu hoje em acidente de avião, na cidade de Santos.

TAGS