PUBLICIDADE
Notícias

Pastor Everaldo faz promessas em culto

08:50 | 19/07/2014
Diante de aproximadamente dez mil fiéis na manhã de ontem, num culto evangélico, em Brasília, Pastor Everaldo, candidato ao Palácio do Planalto pelo Partido Social Cristão (PSC), intercalou orações e promessas para o futuro do País. Entre pregações e músicas, o candidato subiu ao palco, foi apresentado aos fiéis e, de joelhos, recebeu uma bênção: "Ajude-o, Deus, a derramar esperança a esta Nação", afirmou o bispo que conduzia o encontro.

A legislação proíbe a realização de campanha eleitoral dentro de templos religiosos. A norma diz que nos bens de uso comum, onde estão incluídos os templos, é vedada a veiculação de propaganda eleitoral de qualquer natureza. Se configurado o descumprimento da regra, o candidato pode ser multado por propaganda irregular. Os valores vão de R$ 2 mil a R$ 8 mil.

Everaldo negou que tenha feito campanha. Ele participou da "Celebração de Inverno", promovida pela igreja neopentecostal Sara Nossa Terra em um enorme galpão em Vicente Pires, cidade-satélite de Brasília.

Por volta de 11 horas, um show de música gospel que animava a plateia foi interrompido para a recepção ao candidato do PSC, que tem 3% das intenções de voto, segundo pesquisa Datafolha divulgada anteontem.

Sob aplausos, Everaldo foi chamado ao palco pelo fundador da igreja, Robson Rodovalho, ex-deputado federal que teve o mandato cassado por infidelidade partidária e que já foi acusado de usar verba da Câmara para pagar passagens aéreas de artistas que se apresentaram em shows da Sara Nossa Terra.

Â?RecadoÂ?.

"Ele vai trazer um recado de Deus para vocês", anunciou Rodovalho, antes de o candidato do PSC criticar o governo da presidente Dilma Rousseff e prometer melhorias para o País nas áreas de educação, saúde e segurança pública, além da redução de impostos.

Everaldo fez um relato sobre sua história de vida. Disse que começou na pobreza, em uma favela do Rio. Contou ter trabalhado como vendedor de feira, servente de pedreiro e office-boy na infância e adolescência. "Naquela época tinha uma escola pública de qualidade. Eu pude estudar, pude ir à universidade, me formar e aproveitar as oportunidades que Deus abençoou e eu tive na vida."

Para a multidão evangélica, Everaldo ressaltou que um dos focos de seu governo será a valorização da família. "Casamento é homem e mulher", afirmou o candidato no discurso de cerca de dez minutos.

No encerramento, ele se colocou de joelhos sob as mãos de Rodovalho e de outros integrantes da igreja. "Abençoe, Senhor, a vida e a Igreja. Que o seu espírito ajude o Brasil a sair dessas eleições bem melhor", disse o pastor da igreja.

"Eu não pedi voto, só fui apresentado pelo bispo Rodovalho", ponderou o candidato do PSC após a cerimônia.

Boa parte dos fiéis presentes se disse disposta a votar em um candidato evangélico. O público, em sua maioria, assistiu à celebração em pé. "Se ele realmente conseguir discernir esse conhecimento da Bíblia e colocar na sociedade, acho que vai acabar com a maioria dos problemas", disse o funcionário público Wesley Lima.

"Estamos precisando de uma pessoa assim lá dentro", defendeu a dona de casa Kátia Alves.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

TAGS