PUBLICIDADE
Notícias

Filha de prefeito passa em concurso para fiscalizar gestão do pai; MP recomenda exclusão

15:49 | 01/07/2014
O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) recomendou a exclusão da candidata M.L.S.G. de concurso público realizado na cidade de Meruoca, para o cargo de Fiscal de Tributos do Município. A recomendação, expedida na segunda-feira, 30, aconteceu porque a candidata, aprovada em primeiro lugar, é filha do prefeito de Meruoca, Manuel Costa Gomes, e sobrinha do secretário de Administração e Finanças (irmão do prefeito), Francisco Apoliano Gomes.

De acordo com o MPCE, a candidata estaria impedida de pleitear o cargo porque o então prefeito assinou aditivos aos editais do concurso e o secretário de Administração e Finanças é o gestor da licitação, firmando os contratos e autorizando os empenhos e pagamentos para a FUNCEP, empresa contratada para realização e execução do concurso público.
[SAIBAMAIS 2]
De acordo com a lei, o ato do prefeito de intervir diretamente na execução do concurso e do tio da candidata assinar o procedimento licitatório e o contrato perante a empresa FUNCEP, gerou impedimento total dos parentes dos gestores públicos de participarem do certame.

A recomendação foi expedida para adoção das providências cabíveis e encaminhada para o Tribunal de Contas dos Municípios, a Procuradoria de Justiça do Combate aos Crimes Contra a Administração Pública (PROCAP), e ao Legislativo Municipal, por intermédio do presidente da Câmara.

O POVO Online tentou contato com o prefeito Manuel Costa, mas as ligações para o seu celular não foram atendidas.

Redação O POVO Online
com informações do MPCE

TAGS