PUBLICIDADE
Notícias

Deputados criticam criação de cargos pelo Governo no fim do mandato

12:32 | 17/07/2014
Proposta do Governo do Estado de criar duas vagas para Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Estado do Ceará (Arce) gerou críticas na Assembleia Legislativa nesta terça-feira, 17.

O deputado João Jaime (DEM) questionou a eficiência do órgão e a criação das vagas no final da atual gestão. “Nesse período, a gente sabe que o Governo precisa acomodar gente. A gente vai ver quando saírem os nomes”, disse o parlamentar. Deputados de oposição criticaram que o dinheiro para essas vagas seja proveniente do Fundo de Combate à Pobreza.
[SAIBAMAIS 1]
Nos bastidores, parlamentares ressaltavam acomodações políticas referentes à ida do vice-governador Domingos Filho para o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Uma das novas vagas pode ser ocupada pelo conselheiro Artur Silva, o qual terá aposentadoria compulsória decretada em 2015 com vaga a ser ocupada pelo vice-governador.

O líder do Governo na Casa, deputado Dr. Sarto (Pros), rebateu as críticas de João Jaime e destacou a importância de atuação do órgão e a necessidade da criação das vagas. Ele reprovou a conotação política dada pelo deputado para o projeto do Governo.

Dentre outras funções, a Arce exerce a regulação dos serviços públicos prestados pela Coelce (Companhia Energética do Ceará), Cagece (Companhia de Água e Esgoto do Ceará), Cegás (Companhia de Gás do Ceará) e pelo Sistema de Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros.

Redação O POVO Online
com informações do repórter Carlos Mazza

TAGS