PUBLICIDADE
Notícias

Presos mais 2 suspeitos por morte de coronel torturador

12:15 | 30/06/2014
Os dois últimos foragidos envolvidos na morte do coronel Paulo Malhães foram presos na manhã desta segunda-feira, 30. Com as novas prisões, a polícia civil acredita ter encerrado o caso da morte do militar, que confessou em depoimento à Comissão Nacional da Verdade ter participado de torturas, mortes e desaparecimentos de presos políticos durante a ditadura, entre eles o ex-deputado Rubens Paiva.

Segundo a polícia, Alex Sandro de Lima e Maycon José Cândido, presos nesta segunda, garantiram a fuga dos irmãos Rodrigo e Anderson Pires, já detidos, no dia do crime. Acompanhados do caseiro do sítio de Malhães, Rogério Pires Teles, também preso, Rodrigo e Anderson invadiram a casa do militar e roubaram mais de 20 armas de fogo.

No momento da fuga, os irmãos bateram com o carro de Malhães e então contaram com a ajuda de Alex e Maycon, que foram buscá-los. A Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense, responsável pela investigação, informou que vai divulgar mais detalhes das prisões e da conclusão do inquérito ainda nesta segunda-feira.

TAGS