PUBLICIDADE
Notícias

Aécio Neves fala sobre escolha de Aloysio Nunes como vice

O candidato à Presidência da República pelo PSDB elogiou o candidato ao Senado, Tasso Jereissati e destacou a importância da aliança com o senador Eunício de Oliveira (PMDB) e seu partido, para o fortalecimento de um palanque, no Ceará

21:09 | 30/06/2014
Após anunciar Aloysio Nunes como vice em sua chapa, o candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, falou sobre a escolha do senador paulista para a disputa das eleições 2014. O tucano também falou sobre a construção de um palanque no Ceará e da importância de Tasso Jereissati.

Apesar de Aloysio ter sido anunciado no prazo limite determinado pela Lei Eleitoral, Aécio demostra segurança na escolha do nome. Para ele, o PSDB não poderia encontrar um vice com tanta qualidade. O senador paulista tem como legado uma votação histórica nas últimas eleições, quando conquistou 11,1 milhões de votos no Estado.

“Jamais buscamos qualquer aliança que negociasse qualquer posto, seja na pasta, seja em governo (...) Não encontraria um vice da qualidade do senador Aloysio Nunes, sem demérito a nenhum outro”, disse Aécio.

“Aloysio não foi indicado vice apenas pelo PSDB e apenas por ser do PSDB. Ele foi indicado vice pelas suas reconhecidas virtudes, porque foi o nome que convergiu. Lideranças como, por exemplo, Paulinho da Força, com quem conversei nos últimos dias, que também preside um partido importante na nossa aliança (Solidariedade), participou dessa discussão e foi um dos primeiros a estimular que esse fosse o nome. Aloysio é maior do que o PSDB”, acrescentou o candidato do PSDB.

O ex-governador do Ceará, Tasso Jereissati, chegou a ser apontado como um dos nomes para assumir a chapa como vice de Aécio. Tasso foi anunciado pelo PSDB como candidato ao senado. Aécio destacou a importância do cearense para fortalecer seu palanque no Estado e lembrou que Tasso vem liderando todas as pesquisas de intenção de voto para o Senado.

"[Tasso] é candidato ao Senado pelo Ceará, com cerca de 50% das intenções de voto. Um quadro que não poderia estar ausente da política em um momento em que o nosso desafio é tão grande (...) Tasso cumprirá um papel extraordinário na campanha no Ceará", disse Aécio, que fez questão de afirmar: "O meu palanque no Ceará, a partir de agora, é Tasso Jereissati".
[SAIBAMAIS5]Sobre a aliança com o PMDB no Ceará, Aécio afirmou está satisfeito e se mostrou empolgado com o seu palanque no Estado. O tucano também afirmou que a falta de um nome para concorrer com a aliança PMDB-PSDB-DEM, no Ceará, é um fator positivo para seu partido.

"A dinâmica da campanha vai dizer de que forma as coisas vão ocorrer por lá. Eu não sei nem ainda quem são os adversários nossos, acho que nem a população do Ceará ainda sabe. Temos um candidato ao Senado que tem uma aliança local com o senador Eunício, e isso já é absolutamente suficiente para que tenhamos expectativas de um ótimo resultado no Ceará", Disse Aécio Neves.

Sobre a disputa eleitoral, Aécio garantiu está bastante satisfeito com as alianças feitas em todo o País. Para ele, o PSDB tem “palanques muito mais estruturados nos estados brasileiros do que o próprio PT, que está no governo”.

“Vou dizer a vocês o que disse internamente, aqui, aos companheiros da Executiva. Em mais de 90% dos estados brasileiros, o nosso plano A, a nossa primeira alternativa de aliança, aconteceu, se consolidou (...) E no nosso caso, sem perder a coerência, seja com candidaturas do PSDB ou com aliados que localmente têm afinidade com o PSDB. Acho que nós largamos muito bem para essa campanha eleitoral, com força eleitoral, repito, sem perder a coerência”, disse o senador tucano.

Redação O POVO Online

TAGS