PUBLICIDADE
Notícias

Teremos 4 anos de menor PIB da história do Brasil

18:50 | 31/05/2014
Ao comentar o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre, o pré-candidato do PSB à presidência da República, Eduardo Campos, afirmou que as projeções atuais indicam que a presidente Dilma Rousseff terminará seu mandato com os quatro anos "de mais baixo crescimento da histórica republicana".

Ontem, o IBGE divulgou o resultado do PIB no primeiro trimestre deste ano e revelou que a economia brasileira avançou apenas 0,2% no início de 2014, em relação ao trimestre imediatamente anterior. Na comparação com o primeiro trimestre de 2013, a alta foi de 1,9%.

Campos, que deve disputar o Palácio do Planalto tendo como vice a ex-ministra Marina Silva, afirmou que vinha alertando para o fato de que a inflação, se não enfrentada, iria corroer o crescimento. "E ela corrói o emprego amanhã", disse. Ele também afirmou que sua pré-candidatura, no debate econômico, vinha ressaltando para a necessidade de o governo "ter compromisso" com o centro da meta de inflação e conseguir alinhar a política monetária com a fiscal.

Ele aproveitou para alfinetar dirigentes do PT, que disseram que Campos estava sendo irresponsável ao propor a redução da meta da inflação a 3% até 2019, o que poderia trazer instabilidade para outras variáveis econômicas, segundo petistas. "Alguns disseram que os que querem conter a inflação estão contra o crescimento", disse.

O pré-candidato do PSB apontou ainda que a inflação e juros altos estão "parando o Brasil". "Precisamos enfrentar os dois. Precisamos de confiança, que foi quebrada no atual governo. A confiança é como um cristal, não tem cola que resolva quando quebra", concluiu.

TAGS