PUBLICIDADE
Notícias

Deputado diz que ECA deveria ser "queimado em praça pública"

15:00 | 16/05/2014
O deputado Carlomano Marques (PMDB) criticou o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e o destaque dado pela mídia a fatos violentos nesta sexta-feira, 16, durante sessão da Assembleia Legislativa do Ceará.

“O ECA deveria ser queimado em praça pública, os jovens infratores são defendidos pelo ECA e pelos que se dizem humanistas, e ficam livres para fazerem o que quiserem”, disse Carlomano.

Ele criticou também o que chamou de prioridade dada pela mídia a notícias truculentas que, segundo ele, amedrontam mais ainda a população. “Não sou a favor da censura, mas o brasileiro médio é bombardeado todo dia pela grande mídia, mostrando um foco violento excessivo. A notícia que amedronta é repetida demais”, afirmou.
[SAIBAMAIS 2]
Carlomano disse ainda que a condição social dos infratores não tem relação com crimes bárbaros. “A sociedade está cheia de casos como o da Suzanne Richthofen, que era rica, mas mandou matar os pais, ou o caso Nardoni onde o pai e a madrasta mataram uma criança. Agora querem dizer que a culpa é do retrato do menino pobre que mata e assalta porque não teve tudo dentro do lar? Não é”, disse.

O deputado pontuou que é necessário que a sociedade aprenda a respeitar o próximo e faça um pacto em prol da boa convivência. . “Mais importante que aprovar a PEC 300, que aumenta o salário dos policiais, é pensar que dentro daquela farda tem um cidadão e pai que também é de carne e osso. Pode votar todas as PECs que não adianta. Para que possamos manter a organização a sociedade precisa fazer um pacto que possa resgatar o respeito”, frisou.

Redação O POVO Online
com informações da Agência AL

TAGS