PUBLICIDADE
Notícias

Corregedoria afasta promotor citado em inquérito

09:40 | 24/05/2014
A Corregedoria-Geral do Ministério Público de Mato Grosso afastou "temporariamente" o promotor de Justiça Marcos Regenold das funções que exercia no Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) após ele ter sido citado no inquérito do Ministério Público Federal por ligações com o ex-secretário de Estado Eder de Moraes, investigado pela Operação Ararath e preso em Brasília.

Segundo nota do Ministério Público do Estado, "a medida visa assegurar imparcialidade, transparência e impessoalidade na apuração dos fatos".

A casa do promotor e seu gabinete no Gaeco foram vasculhados pela Polícia Federal na terça-feira. Segundo os autos, na fase anterior da Ararath, Moraes ligou para Regenold enquanto agentes federais faziam busca em sua casa. A assessoria do MPE/MT disse que o promotor "não está falando". Em entrevista à afiliada local da TV Globo, ele negou envolvimento com o caso. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

TAGS