PUBLICIDADE
Notícias

Empresa diz não poder comentar; estatal não responde

09:10 | 02/04/2014
A Alstom afirmou, em nota, que "está atualmente enfrentando acusações no Brasil relativas à não-conformidade com leis e regras de competição". A empresa declarou que "não pode comentar sobre estas alegações, que predominantemente parecem referir-se a questões que ocorreram no início dos anos 2000 ou anteriormente, porque as investigações ainda estão em andamento".

A multinacional francesa sustentou que "está, obviamente, levando essas alegações muito a sério". "A empresa gostaria de ressaltar que tem implementado, em toda a sua organização, regras estritas de conformidade e ética que devem ser aderidas por todos os funcionários".

Procurada na tarde desta terça-feira, a Petrobras não respondeu aos questionamentos do Estado até esta edição ser concluída. A reportagem não conseguiu localizar o ex-funcionário da Alstom José Reis nem o dono da Aranza, Luiz Geraldo Tourinho Costa, ou seus respectivos advogados para comentar o caso. Tourinho Costa foi absolvido posteriormente do suposto golpe sobre Itaipu pelo qual foi preso, porque o crime não chegou a se concretizar, ao ser abortado pela Polícia Federal. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

TAGS