PUBLICIDADE
Notícias

Deputada acusa Roberto Cláudio de não querer passar Prefeitura para vice

15:17 | 10/04/2014

Atualizada às 17h40min

A decisão do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (Pros), de não tirar licença médica durante a recuperação da cirurgia bariátrica realizada nesta quinta-feira, 10, repercutiu na Assembleia Legislativa do Ceará. A deputada Eliane Novais (PSB) criticou a decisão do prefeito e disse que Roberto Cláudio não quer passar o cargo para o vice-prefeito Gaudêncio Lucena (PMDB).

Eliane pontuou que a cirurgia bariátrica, também chamada de “redução de estômago”, é muito complexa e seriam necessários, no mínimo, 60 dias para plena recuperação. Ela acrescentou que Roberto Cláudio não vai poder sair para visitar obras e acompanhar todas as ações da gestão municipal, ficando, inclusive, suscetível a pegar doenças.
[SAIBAMAIS 1]
“Fortaleza não pode ficar sem o vice assumir. Não é uma atitude responsável. A minha sugestão é que o prefeito passe a prefeitura para o Gaudêncio Lucena nesse momento”, declarou Eliane.

Prefeitura
A assessoria de comunicação da Prefeitura afirmou que não haverá pronunciamento sobre o discurso da deputada Eliane Novais, visto o cunho de interesse político da declaração. Roberto Cláudio deverá receber alta do hospital no sábado, 12. No dia 22 de abril, ele deve retomar as atividades no Paço Municipal. Até lá, resolverá as demandas da Prefeitura em casa.

O prefeito, que é médico e PhD em saúde pública, alegou que a recuperação é tranquila e assumiu a responsabilidade de realizar os despachos da Prefeitura de casa.

De acordo com o boletim médico divulgado na manhã de hoje, a cirurgia de Roberto Cláudio ocorreu bem, o quadro de saúde dele é estável e a alta hospitalar deve acontecer nos próximos dias.

Redação O POVO Online
com informações da AL

TAGS