PUBLICIDADE
Notícias

Adiada votação de projeto que pede "intervenção federal" na segurança de Fortaleza

Proposta de Capitão Wagner (PR) provocou debates na Câmara Municipal, mas não foi votada por falta de quórum

15:14 | 02/04/2014
NULL
NULL
Após acirrar debates na Câmara Municipal, requerimento que pede “intervenção federal” na Segurança Pública de Fortaleza acabou tendo votação adiada por falta de quórum. A proposta, apresentada pelo vereador Capitão Wagner (PR), chegou a entrar em pauta na sessão desta quarta-feira, 2, mas acabou derrubada pelo baixo número de vereadores presentes na Casa.

A ação pede intervenção direta da Presidência da República na gerência da área no Estado, que estaria em “descontrole e ineficiência”. “Serviço de Segurança Pública registrou, oficialmente, 5.336 assassinatos por arma de fogo e arma branca nos últimos 28 meses, o que atenta para um grave comprometimento da ordem pública e violação de direitos da pessoa humana”.

O requerimento provocou muitos debates no plenário da Câmara. O vereador João Alfredo (Psol) pontuou que “militarização” da questão da segurança não resolveria o problema, e sim ações programadas em diversas áreas, como educação, saúde, esporte e serviço social. Ele citou diversos exemplos de municípios que reduziram índices dessa forma.

Em resposta, os vereadores Deodato Ramalho (PT) e Capitão Wagner concordaram com o colega, mas afirmaram que tais medidas seriam soluções de “médio e longo prazo”. “Mesmo que isso resolva, é só para anos à frente. E a curto prazo, nada resolve melhor do que uma polícia bem equipada e preparada”, disse Wagner.

Redação O POVO Online

TAGS