PUBLICIDADE
Notícias

Cid Gomes e vice-governador têm viagens autorizadas pela AL até o fim do ano

Essa não é a primeira vez que o chefe do Executivo solicita a autorização para viagens por período que abranja todo o ano

16:54 | 13/02/2014

Os deputados da Assembleia Legislativa do Ceará aprovaram, nesta quinta-feira, 13, projeto de decreto legislativo que autoriza, previamente, viagens do governador Cid Gomes (Pros) e do vice-governador Domingos Filho (Pros), em período superior a 15 dias, até o dia 31 de dezembro de 2014. O decreto gerou debate e críticas pessoais entre deputados.

De acordo com a Constituição Estadual, o governador e o vice devem pedir autorização do Legislativo caso queiram se ausentar para fora do Estado ou do País por mais de 15 dias. Essa não é a primeira vez que Cid solicita a autorização por período que abranja todo o ano. Em 2013, o Legislativo também concedeu a permissão.

O deputado Heitor Férrer (PDT) questionou a necessidade da autorização por grande período. Ele ressaltou que todas as solicitações do governador para se ausentar são aprovadas pelos deputados, portanto, para ele, o decreto era desnecessário. Em contrapartida, o líder do governo, deputado José Sarto (Pros), argumentou que, da forma como falou Heitor, parecia que Cid tinha intenções de “viajar escondido”. “Todas as viagens do governador são publicizadas”, disse Sarto. “O deputado Heitor está sem matéria para criticar o Governo”, completou.
[SAIBAMAIS 3]
Reações
O deputado Augustinho Moreira (PV) acusou Férrer de tentar manipular a opinião pública. “Ele quer ser o político perfeito”, afirmou Augustinho. O deputado Fernando Hugo (SDD) também reagiu ao questionamento do pedetista. “Não há nenhuma ilegalidade no que está sendo proposto aqui”, ressaltou. “Só não vou dizer que o Heitor é um desocupado porque todo dia ele vai ver os cavalos de raça dele”, disse Fernando Hugo. Ele disse ainda: “o deputado Heitor é piolhento, no sentido de cutucador, brioso”.

O deputado Ely Aguiar (PSDC) criticou que a discussão sobre o decreto desgastaria a imagem do governo e dos parlamentares, que estavam votando matéria “que dá ao governador o direito de viajar na hora que entender sem comunicar a Assembleia”. “A mensagem poderia passar despercebida, mas o deputado Heitor Férrer jogou farofa no ventilador”, destacou Ely Aguiar.

Autorização
O projeto de decreto legislativo foi enviado à Assembleia durante o recesso parlamentar, em 8 de janeiro. Um dia depois, a proposta foi avaliada e aprovada pela Comissão de Representação de Recesso, composta pelo presidente Zezinho Albuquerque (Pros), Camilo Santana (PT), Ferreira Aragão (PDT), Júlio César Filho (PTN), Mauro Filho (Pros), Mário Hélio (PMN) e Neném Coelho (PSD).

> Confira o decreto que autoriza as viagens de Cid Gomes

O decreto foi lido no expediente do dia 4 de fevereiro e aprovado pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação no dia 11 de fevereiro, sob relatoria do deputado José Sarto.

Redação O POVO Online

TAGS