PUBLICIDADE
Notícias

Durante reunião com Cid, Henrique Alves promete lutar por Orçamento impositivo

O pacto foi firmado durante reunião com o governador Cid Gomes (PSB) e 16 parlamentares federais cearenses

16:23 | 23/01/2013
NULL
NULL

O candidato o PMDB à presidência da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (RN), prometeu nesta quarta-feira, 23, acabar com a subserviência do Legislativo ao Executivo no que diz respeito às emendas parlamentares.
[VIDEO1]
Segundo o peemedebista, o Executivo costuma selecionar verbas referentes às emendas incluídas no plano financeiro da União. Alves quer acabar com isso, tornando o Orçamento impositivo.

O pacto foi firmado durante reunião com o governador Cid Gomes (PSB) e 16 parlamentares federais cearenses, de um total de 22 representantes do Estado em Brasília.

Cid não declarou apoio a Henrique Eduardo Alves, já que seu partido, o PSB, também tem candidato à presidência da Câmara. Trata-se Júlio Delgado (MG), que ontem também esteve reunido com o governador.

Entretanto, o comandante do Palácio da Abolição ponderou sobre a importância de se respeitar a proporcionalidade na Casa. O PMDB é o partido com maior bancada no Congresso.

Outros compromissos
Henrique Eduardo Alves se comprometeu ainda a resolver o impasse em torno do Fundo de Participação dos Estados (FPE), cujas novas regras de distribuição deveriam ter sido aprovadas no ano passado.

Sobre a polêmica em torno da divisão dos royalties, o peemedebista disse que a questão deve ser tratada com os governadores para que ninguém saia no prejuízo.

Nos bastidores, entretanto, comentou-se que Alves se comprometeu a derrubar os vetos presidenciais ao projeto que garantia uma divisão igualitária dos royalties.

Os deputados que não compareceram ao encontro foram Manoel Salviano (PSD), Eudes Xavier e José Airton - ambos do PT -, Raimundo Gomes de Matos (PSDB), Genecias Noronha (PMDB), Padré Zé (PP).

Redação O POVO Online

com informações do

repórter Carlos Mazza

TAGS