UE multa Mondelez por práticas anticoncorrência

A União Europeia impôs, nesta quinta-feira (23), uma multa de 337,5 milhões de euros (1,88 bilhão de reais) ao gigante americano do setor alimentício Mondelez - grup proprietário de marcas como Oreo, Cadbury, Milka e Toblerone - por práticas anticoncorrência.

A Comissão Europeia, braço executivo da UE, acusa a Mondelez de "criar obstáculos para o comércio transfronteiriço de chocolate, biscoitos e produtos de café entre os Estados-membros, em violação às normas de concorrência da UE".

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Margrethe Vestager, comissária europeia a cargo da política de Concorrência, disse que a Mondelez operou dessa forma "para manter preços mais altos de seus produtos em detrimento dos consumidores".

"O comércio transfronteiriço dos Estados-membros no mercado interno pode fazer com que os preços baixem e aumentar a disponibilidade de produtos para os consumidores. Isso é especialmente importantes em tempos de inflação alta", acrescentou.

Em uma nota oficial, a Comissão acusou a Mondelez de quebrar as normas europeias sobre concorrência com acordos "ou práticas coordenadas destinas a restringir o comércio transfronteiriço de diversos produtos de chocolate, biscoitos e café".

A empresa também "abusou de sua posição dominante em determinados mercados nacionais para a venda de barras de chocolate".

A Comissão informou que reconheceu a cooperação da Mondelez nas investigações e que isso motivou uma redução de 15% na multa aplicada, que ficou nos 337,5 milhões de euros.

ahg/acc/dd

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

UE EUA multa empresas competencia alimentação

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar