Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Volume de negócios trimestral da Alibaba cai pela primeira vez

11:03 | Ago. 04, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

A gigante chinesa de comércio digital Alibaba publicou nesta quinta-feira(04) um volume de negócios trimestral ligeiramente em declínio pela primeira vez na história, entretanto, ainda acima da expectativa.

"Depois de abril e maio, meses relativamente lentos, vimos sinais de recuperação em nossos negócios em junho", acrescentou o presidente e diretor executivo do Grupo Alibaba, Daniel Zhang.

A companhia lida com o aumento da concorrência e as consequências econômicas das rígidas restrições do covid-19, que minaram o sentimento do consumidor, aumentando então a taxa de desemprego e emaranhando as cadeias de suprimento.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

No primeiro trimestre de seu ano fiscal, de abril a junho de 2022, o faturamento ficou em 205,55 bilhões de yuanes (30,7 bilhões de dólares), em um contexto de desaceleração econômica e de endurecimento nos regulamentos da tecnologia.

Desde o final de 2020 as autoridades têm sido inflexíveis contra certas práticas das grandes empresas tecnológicas, antes amplamente toleradas, em relação à coleta de dados pessoais e concorrência.

Pequim multiplicou os golpes contra as poderosas empresas de internet, impedidas de arrecadar dinheiro internacionalmente ou multadas por abuso de posição dominante.

Essas medidas fizeram o setor perder bilhões de dólares em capitalização de mercado.

Durante muito tempo considerado um modelo de sucesso na China, a Alibaba foi o primeiro a sofrer a retaliação do governo.

bys/ssy/abx/eb/mab/zm/ms/jc

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar