Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Bombardeios russos 'maciços' no sul da Ucrânia

07:01 | Jul. 26, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

As regiões do sul da Ucrânia sofreram bombardeios russos "maciços" nesta terça-feira (26), incluindo uma cidade balneária perto dos portos de Odessa e Mykolaiv, disseram autoridades ucranianas.

De acordo com o comando sul do exército ucraniano, o bombardeio foi realizado "por aviões do Mar Negro".

"Em Odessa, prédios residenciais nas aglomerações costeiras foram atingidos sem causar vítimas, segundo relatos iniciais", disse o Exército em nota no Facebook.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Os ataques russos ocorrem apesar de um acordo assinado na semana passada com Moscou para desbloquear as exportações de grãos ucranianos de três portos na região de Odessa.

O presidente ucraniano Volodimir Zelensky postou um vídeo nas redes sociais nesta terça-feira mostrando casas destruídas em Zatoka, um balneário à beira-mar na costa do Mar Negro, perto de Odessa.

"A infraestrutura portuária foi alvo na região de Mykolaiv", acrescentou o exército. O governador regional de Mykolaiv, Vitali Kim, também relatou "enormes bombardeios" na cidade nesta terça-feira.

"Uma instalação de infraestrutura crítica e uma empresa de automóveis foram atacadas sem vítimas, com base em informações preliminares", escreveu ele no Telegram. "Os mísseis também atingiram os arredores da cidade e houve tentativas de danificar a infraestrutura portuária", acrescentou.

No leste, três civis morreram nas últimas 24 horas na região de Donetsk, segundo o governador Pavlo Kyrylenko. Na região, Toretsk, Avdivka, Márinka e Krasnogórivka também foram bombardeados na manhã desta terça-feira, segundo a mesma fonte.

O funcionário também relatou ataques em Bakhmut e Sloviansk. Segundo Sergei Gaidai, governador da região vizinha de Luhansk, quase inteiramente ocupada pelos russos, as tropas ucranianas repeliram quatro ataques russos nas últimas 24 horas.

bur-neo/ant/thm/sag/zm/aa

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar