Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Camboja e China negam informações sobre construção de base naval

11:57 | Jun. 07, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

Os governos de Camboja e da China negaram nesta terça-feira (7) relatos de uma instalação de frota chinesa sendo construída em uma base naval cambojana, depois que o primeiro-ministro australiano expressou preocupação e pediu mais transparência.

Na segunda-feira, o jornal Washington Post informou que a China estava construindo uma instalação "exclusiva" para sua frota na base naval de Ream, no Camboja, no Golfo da Tailândia. O artigo citou autoridades ocidentais como fonte.

Nos últimos anos, esta base naval foi um ponto de tensão entre Estados Unidos e Camboja. Washington suspeita que o local está se transformando para que seja usado pela China, em um momento em que o gigante asiático tenta expandir sua influência militar na região.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Mas o Camboja rejeita as acusações e afirma que o desenvolvimento da base "não é um segredo". O primeiro-ministro Hun Sen insiste que as obras estão destinadas a modernizar a base.

"O Camboja não permitirá que os militares chineses o usem exclusivamente ou desenvolvam o local como sua base militar", disse à AFP o porta-voz do governo Phay Siphan.

A China, por sua vez, criticou as acusações "maliciosas" de Washington e o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Zhao Lijian, disse que "a transformação da base naval" tinha como único objetivo "fortalecer as capacidades das forças navais cambojanas para defender a soberania territorial marítima" e lidar com crimes marítimos.

Mas o novo primeiro-ministro da Austrália, Anthony Albanese, chamou os relatórios de "preocupantes" e pediu mais transparência de Pequim.

ss-rbu/pdw/dhc/sag/mb/aa

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar