Participamos do

Trânsito de gás russo via Ucrânia reduzido em quase um terço

06:45 | Mai. 12, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

O trânsito de gás russo para a Europa via Ucrânia foi reduzido em um terço nesta quinta-feira na comparação com o dia anterior, segundo a empresa russa Gazprom: o fornecimento é afetado pelo segundo dia consecutivo pelo conflito.

Um total de de 50,6 milhões de metros cúbicos devem transitar pela estação de Sudja nesta quinta-feira, contra 72 milhões na véspera, segundo a Gazprom, citada por agências russas, ou seja, uma queda de 30%, depois da redução de 18% registrada na quarta-feira.

Os volumes divulgados pela operadora ucraniana de gasodutos OGTSOU são levemente diferentes, mas da mesma ordem: 53 milhões de m3 na quinta-feira, contra 73 milhões na véspera.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Há dois dias, a Ucrânia afirma que não pode fazer com que o gás circule pelas instalações de uma estação em Sokhranivka, na região de Lugansk, devido à presença das Forças Armadas russas, e pede a Gazprom que aumente o volume na estação de Suja.

A Rússia, porém, afirma que o trânsito do gás pode acontecer perfeitamente através de Sokhranivka, enquanto o redirecionamento para Sudja é impossível.

O volume de gás que transita por esta região representa um terço do total que passa pela Ucrânia até a Europa, segundo empresa estatal ucraniana Naftogaz.

O anúncio de Kiev alimenta os temores de que a invasão russa da Ucrânia aumente ainda mais os preços do gás.

bur/bl/mar/fp

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar