Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Colombianos vão às urnas em eleição presidencial divisiva

13:55 | Mai. 29, 2022
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Os colombianos foram às urnas neste domingo (29) para escolher um novo presidente entre um ex-rebelde prometendo programas sociais generosos, um candidato de centro-direita alertando contra um modo econômico de esquerda e um magnata empresarial excêntrico.

Gustavo Petro, ex-prefeito esquerdista de Bogotá, membro do grupo guerrilheiro M-19 e atual senador, lidera consistentemente as pesquisas de opinião com cerca de 40% de apoio, 10 pontos abaixo do que precisaria para garantir a presidência sem um segundo turno em junho.

O homem de 62 anos atraiu o apoio de promessas de redistribuir pensões, oferecer universidade pública gratuita e combater a profunda desigualdade.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Seu principal oponente é Federico 'Fico' Gutierrez, ex-prefeito de centro-direita de Medellín, que tem cerca de 25% de apoio.

Gutierrez enfatizou seus próprios planos de renda básica para 5 milhões de famílias e crescimento econômico de 5% ao ano em resposta às acusações de que ele é um sucessor ideológico do impopular presidente Ivan Duque.

Gutierrez, 47, disse que o Petro é uma ameaça à democracia e alertou que os planos econômicos da esquerda, incluindo a proibição de novos projetos de petróleo e gás, arruinarão a economia colombiana.

O terceiro colocado na corrida de seis vias é o magnata da construção e ex-prefeito de Bucaramanga Rodolfo Hernandez, com cerca de 20% de apoio.

Hernandez, que está correndo de forma independente, é conhecido por vídeos extravagantes de mídia social, incluindo ele andando de patinete elétrico, e promessas anticorrupção. O homem de 77 anos está enfrentando uma investigação em andamento sobre se ele interveio em uma licitação para beneficiar uma empresa para a qual seu filho fazia lobby. Ele negou irregularidades.

*É proibida a reprodução deste conteúdo.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar