Participamos do

Fábrica de chocolates é fechada na Bélgica e 'recall' chega a EUA e Argentina

11:53 | Abr. 08, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

A Agência de Segurança Alimentar Belga (AFSCA) anunciou, nesta sexta-feira (8), o fechamento de uma fábrica de chocolates Kinder, origem de um foco de salmonela, enquanto o grupo Ferrero estendeu para Estados Unidos e Argentina seu "recall" de produtos desta marca por suspeita de contaminação.

Em uma nota, a AFSCA alegou que o grupo Ferrero, gigante italiano do setor de doces e chocolates e dono da marca Kinder, forneceu "informações incompletas".

"Após as investigações (...) e depois de constatarmos, nas últimas horas, que as informações entregues pelo Ferrero estão incompletas, a Agência procede hoje à retirada da autorização de produção para a fábrica do Ferrero em Arlon", declarou a autoridade sanitária no comunicado, no qual também ordena a retirada das lojas dos produtos Kinder procedentes desta fábrica.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A poucos dias da Semana Santa e da Páscoa, o grupo Ferrero incluiu Estados Unidos e Argentina na retirada preventiva de circulação de alguns chocolates Kinder, devido à possível contaminação por salmonela.

"Não há casos confirmados nos Estados Unidos até o momento, e nenhum outro produto Kinder, ou Ferrero, foi afetado por esta retirada", disse o grupo em uma nota divulgada ontem (7).

A Ferrero garantiu que trabalha, em ambos os países, em estreita colaboração com distribuidores e varejistas para garantir que os produtos não estejam mais "disponíveis para compra", priorizando a "segurança alimentar" e o "cuidado com os consumidores".

Em relação à Argentina, a empresa explicou que, de acordo com o Instituto Nacional de Alimentos (INAL), "por precaução", decidiu-se "retirar voluntariamente" do mercado as unidades de mini Kinder ovo, com prazo de validade entre 11 de julho e 21 de outubro próximo.

Há poucos dias, o fabricante italiano já havia recolhido os produtos desta marca oriundos de sua unidade belga de Arlon, que são comercializados em França, Bélgica, Reino Unido, Irlanda, Suécia e Holanda. Feita de forma preventiva nestes países europeus, a retirada aconteceu por preocupações com um surto de salmonela. Nenhum traço da bactéria foi encontrado até agora nos chocolates.

A salmonela é um tipo de bactéria que pode causar transtornos gastrointestinais, como diarreia e cólicas estomacais, com frequência acompanhados de febre nas 48 horas seguintes ao consumo. É uma das intoxicações alimentares mais comuns.

Vários casos de salmonela foram identificados no Reino Unido. Na França, o Centro Nacional de Referência de Salmonela do Instituto Pasteur informou a ocorrência de 21 e, deste total, 15 pessoas disseram terem consumido os produtos Kinder em questão. A idade média dos casos é de 4 anos.

bur-ssy/clr/ia/ll/llu/tt

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar