Participamos do

Ucrânia pede a países ocidentais que forneçam "armas ofensivas"

07:06 | Mar. 23, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

O chefe de gabinete do presidente ucraniano pediu aos países ocidentais que entreguem "armas ofensivas" ao país como forma de "dissuasão" contra a Rússia, antes de uma reunião extraordinária da Otan prevista para quinta-feira.

"Nossas Forças Armadas e cidadãos estão resistindo com uma coragem sobre-humana, mas não podemos vencer uma guerra sem armas ofensivas, sem mísseis de médio alcance que podem ser um meio de dissuasão", disse Andriy Yermak em um vídeo publicado no Telegram.

"Uma defesa eficaz durante muito tempo é impossível sem um sistema de defesa aérea confiável, capaz de derrubar mísseis inimigos de longo alcance", argumentou Yermak.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Mas "não entregam, assim como não enviam aviões", lamentou.

O pedido de aviões foi sistematicamente rejeitado até o momento pelos países ocidentais, que não desejam uma intervenção militar na Ucrânia por medo a ampliar o conflito com a Rússia.

A Otan celebrará uma reunião extraordinária na quinta-feira em Bruxelas, onde também se reunirão o G7 e a União Europeia, para examinar a situação da Ucrânia e a ajuda militar.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Leia Mais.

Aceitar