Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Rússia bloqueia sites de mais 30 veículos de imprensa

12:51 | Mar. 16, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

A agência russa reguladora do setor de telecomunicações, a Roskomnadzor, bloqueou os sites de pelo menos outros 30 meios de comunicação - constatou a AFP nesta quarta-feira (16), no momento em que Moscou reforça seu controle sobre as notícias publicadas on-line sobre o conflito na Ucrânia.

As páginas on-line do veículo investigativo Bellingcat, de jornais locais russos e de veículos em russo baseados em Israel e na Ucrânia estavam inacessíveis hoje na Rússia, sem uma rede privada virtual (VPN, na sigla em inglês).

Estes sites aparecem na lista oficial de páginas bloqueadas pela Roskomnadzor.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Entre os sites com sede na Rússia que foram bloqueados está o canal independente Kavkazki Uzel (Kavkaz-uzel.eu), que cobre o Cáucaso, e um canal regional baseado nos Urais (permdaily.ru).

A Roskomnadzor também suspendeu o acesso a dois canais russófonos baseados em Israel, onde há uma comunidade significativa que migrou da antiga União Soviética: 9 TV Channel Israel (www.9tv.co.il) e Vesty Israel (www.vesty.co.ill).

Veículos ucranianos (novosti.dn.ua; bukinfo.ua) e um da Estônia, que tem uma versão russa (Postimees), também foram bloqueadas.

Desde o início da ofensiva contra a Ucrânia em 24 de fevereiro, as autoridades russas multiplicaram seus esforços para controlar as informações publicadas na Internet.

Entre outras, as redes americanas Twitter, Facebook e Instagram foram bloqueadas, assim como outras mídias russófonas que criticam o Kremlin.

bur/lum/me/zm/tt/ap

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar