Participamos do

Papa cita Caim e pede 'perdão' pela guerra na Ucrânia

Francisco pediu desculpas em nome dos homens, que "continuam bebendo o sangue dos mortos destroçados pelas armas"
07:41 | Mar. 16, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

O papa Francisco lançou, nesta quarta-feira (16), uma vibrante oração pela paz, pedindo "perdão" pela morte e pela violência em curso na Ucrânia, citando Caim e Abel.

"Senhor Jesus, nascido sob as bombas em Kiev", "morto nos braços de sua mãe em um bunker em Kharkiv", "enviado para o 'front' aos 20 anos, tenha piedade de nós", disse o sumo pontífice, visivelmente emocionado, lendo a oração de um bispo italiano pela Ucrânia, no final de sua audiência geral semanal no Vaticano.

Francisco pediu desculpas em nome dos homens, que "continuam bebendo o sangue dos mortos destroçados pelas armas", cujas mãos "criadas para proteger se transformaram em instrumentos de morte".

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O papa também "suplicou" a Deus que "detenha a mão de Caim", pedindo perdão, "se continuarmos matando nosso irmão, se continuarmos como Caim, erguendo pedras da nossa terra para matar Abel" - uma referência ao personagem bíblico, primogênito de Adão e Eva, que matou seu irmão mais novo.

"Perdoe-nos se (...) nossa dor legitima a brutalidade dos nossos atos", prosseguiu o papa, diante dos fiéis reunidos no salão Paulo VI, muitos dos quais com bandeiras ucranianas.

No domingo, o pontífice pediu "o fim do massacre" na Ucrânia, multiplicando seus apelos em favor da paz desde a invasão russa a este país, em 24 de fevereiro.

 


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags