Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Três homens são detidos na França por invadirem mansão de ex-genro de Putin

17:17 | Mar. 14, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

Três homens foram detidos nesta segunda-feira (14) por invadirem uma mansão de propriedade do ex-genro do presidente russo, Vladimir Putin, em Biarritz, na França. Os dois invasores hastearam a bandeira ucraniana, informou a promotoria de Bayone (sudeste francês).

Os três foram detidos no âmbito de uma investigação por "violação de domicílio" e liberados ao fim do dia. Foram chamados à ordem por um delegado do promotor na Prefeitura de Biarritz, um procedimento sob controle do Ministério Público.

Anteriormente, a promotoria tinha informado que os detidos no caso foram dois.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A infração ocorreu na vila Alta Mira, cujo proprietário é Kirill Shamalov, segundo uma fonte ligada ao caso.

Veículos internacionais apresentam este empresário como ex-genro de presidente russo, após seu casamento com Yekaterina Tikhonova, a filha mais nova de Putin.

Entre os três detidos está Pierre Haffner, ativista russófilo local, e outro homem que se apresenta como opositor ao regime de Putin, segundo a fonte ligada ao caso.

Em um vídeo publicado pelo ativista no YouTube, dois homens passeiam pela mansão construída no século XVIII na borda de um penhasco e que possui uma vista belíssima para o Oceano Atlântico.

"Esta casa foi comprada com o dinheiro roubado por Putin, por sua máfia, do povo russo e dos povos oprimidos pela Rússia de Putin, disse em um comentário.

Em outro vídeo, também publicado no YouTube, o outro homem hasteia a bandeira da Ucrânia em um dos terraços. Nas imagens, pode-se ler as legendas "Vitória em Biarritz. Tomada do palácio de Putin" e "a casa do povo está pronta para acolher refugiados do regime de Putin".

No fim de fevereiro, a parte externa de uma propriedade em Anglet, perto de Biarritz, foi destruída. A casa pertence a uma empresa imobiliária não comercial da ex-esposa de Putin, Liudmila, e de seu atual marido, o empresário russo Arthur Ocheretny.

Nas portas e no muro dos fundos da Vila Suzanna, uma mansão Art Decó, foram pintadas com a mensagem: "Fuck Putin".

cas-kal/tjc/mb/dd/mvv

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar