Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

EUA: Tesouro emite novas sanções contra membros da Duma e da elite da Rússia

O Departamento do Tesouro americano emitiu uma nova rodada de sanções contra integrantes da elite da Rússia e oligarcas e líderes ligados ao Kremlin, em resposta à invasão "ilegal e brutal" da Ucrânia. Entre os alvos das medidas estão três familiares do porta-voz do Kremlin e "principal propagandista", Dmitry Peskov, dez membros do conselho do segundo maior da Rússia, o VTB, e doze membros da Duma, braço legislativo do país.

Em linha com os membros do G7, o Tesouro também está emitindo orientações para resguardar contra potenciais tentativas do uso de moedas virtuais para evitar as sanções impostas à Rússia. As medidas são complementares à ordem do presidente Joe Biden que restringe importações e exportações ao país.

"O Tesouro continua a responsabilizar as autoridades russas por permitir a guerra injustificada e não provocada de Putin", disse a secretária do Tesouro, Janet Yellen. "As ações de hoje também isolam ainda mais a economia russa severamente danificada, proibindo o comércio de produtos fundamentais para os interesses econômicos e financeiros de todas as elites russas".

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Os três membros da família de Peskov estão na lista de sanções por terem "estilos de vida luxuosos que são incongruentes com o salário de funcionário público de Peskov e provavelmente se baseiam na riqueza ilícita das conexões de Peskov com Putin", segundo o Tesouro. São eles sua esposa, Tatiana Navka, e os dois filhos, Nikolay Peskov e Elizaveta Peskova.

O banco VTB já estava na lista de sanções. Agora, dez indivíduos que compõem o conselho de administração também estão entre os alvos.

Ainda foram nomeados doze membros da Duma. Entre eles, Vyacheslav Volodin, membro permanente do Conselho de Segurança russo.

Como resultado da ação de hoje, todos os bens e interesses de propriedade desses indivíduos que estejam nos Estados Unidos ou na posse ou controle de pessoas nos EUA estão bloqueados e devem ser relatados ao Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros (OFAC, na sigla em inglês).

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar