Participamos do

Rússia anuncia cessar-fogo para permitir passagem de civis na Ucrânia

Pela primeira vez, governo russo anunciou regime de "cessar-fogo parcial", para permitir que civis deixem as cidades de Mariupol e Volnovakha, na Ucrânia, em até cinco horas; Prefeitura de Mariupol informa haver múltiplas violações do acordo e adia saída de civis
08:49 | Mar. 05, 2022
Autor Nadine Lima
Foto do autor
Nadine Lima Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Rússia anunciou neste sábado, 5, regime para "cessar-fogo parcialmente", a partir das 10 horas de Moscou (4 horas no Brasil), para liberar a passagem de civis, até o momento, em duas cidades da Ucrânia: Mariupol e Volnovakha. 

De acordo com a agência russa de notícias (RIA), civis terão cinco horas para deixar os locais, além de poder receber suprimentos e medicamentos durante esse período.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"Hoje, 5 de março, a partir das 10 horas, horário de Moscou, o lado russo declara um regime de cessar-fogo e abre corredores humanitários para a saída de civis de Mariupol e Volnovakha", afirma o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia.

O conselho da cidade de Mariupol informou que os civis poderão seguir em direção à cidade de Zaporizhzhia, com opções de usar rotas de ônibus, como também seus próprios carros.

No entanto, de acordo com a Prefeitura de Mariupol, a retirada dos habitantes no porto estratégico ucraniano cercado pelas forças russas e seus aliados, foi adiada por múltiplas violações russas do cessar-fogo. 

A retirada de civis, que deveria começar antes do meio-dia (horário local), "foi adiada por razões de segurança", pois as forças russas "continuam bombardeando Mariupol e seus arredores", afirmou a prefeitura por meio do Telegram.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags