Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Deputado brasileiro é alvo de críticas por comentários machistas na Ucrânia

13:53 | Mar. 05, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

O deputado estadual de São Paulo, Arthur do Val, que se gabou de ter fabricado coquetéis molotov na Ucrânia, tem sido alvo de uma avalanche de críticas ao retornar ao Brasil neste sábado (5), por dizer que as ucranianas eram "fáceis" por serem "pobres".

O deputado viralizou nas redes sociais no início desta semana ao anunciar que tinha viajado à Ucrânia para apoiar o país contra a invasão russa.

"Nunca imaginei que um dia nessa vida ainda faria coquetéis molotov para o exército ucraniano", escreveu Do Val, que também é conhecido como "Mamãe Falei", em uma publicação feita na quinta-feira no Instagram.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Contudo, pouco tempo depois, vazaram áudios seus enviados para grupos de amigos no Whatsapp com comentários machistas sobre as mulheres ucranianas.

"Elas olham e, vou te dizer, são fáceis, porque elas são pobres. E aqui minha carta do Instagram, cheia de inscritos, funciona demais", diz um dos áudios vazados.

"Acabei de cruzar a fronteia a pé aqui, da Ucrânia com a Eslováquia". "A fila das refugiadas [...] só deusa. [...] Se você pegar a fila da melhor balada do Brasil, [...] não chega aos pés da fila de refugiados aqui", afirma Do Val em outro arquivo vazado.

Ao ser abordado por jornalistas em seu retorno no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, o político admitiu que tinha cometido "um erro num momento de empolgação".

"Uma coisa é o Arthur que foi lá, fez a missão e saiu. Outra coisa é o Arthur que já tinha saído e mandou um áudio num grupo privado para os amigos dele", insistiu.

lg/cjc/llu/rpr

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar