Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Otan não se envolverá diretamente no conflito na Ucrânia, diz chanceler alemão

O chanceler da Alemanha, Olaf Scholz, afirmou, nesta sexta-feira, 4, que "está completamento claro" que a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) não se envolverá diretamente no conflito entre Rússia e Ucrânia, mesmo após pedidos de Kiev para que a aliança decrete bloqueio do espaço aéreo do país.

"Juntos, estamos garantindo que ninguém ataque o território da Otan", disse ele a repórteres, observando que a aliança posicionou tropas adicionais em seus Estados membros do leste para esse fim.

Scholz também disse que não vê riscos à população decorrentes do incêndio na usina nuclear de Zaporizhzhia, na Ucrânia, após ataque da Rússia. Segundo ele, a Alemanha realizou medições imediatamente e trocou informações com outras nações após o incidente. O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Rafael Grossi, confirmou que não houve vazamento. O fogo na usina já foi controlado.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Blinken

Já o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, disse nesta sexta-feira que a Otan é uma aliança de defesa, mas estará preparada em caso de confronto. "Não buscamos conflito. Mas se o conflito vier até nós, estamos prontos para isso, e defenderemos cada centímetro do território da Otan", afirmou Blinken,

O comentário veio antes de Blinken participar de reunião com o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, e suas contrapartes de países aliados para discutir a invasão da Ucrânia pela Rússia. Fonte: Associated Press.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar