Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

ONU: Brasil critica Conselho por não "agir construtivamente" em guerra na Ucrânia

O embaixador do Brasil na Organização das Nações Unidas (ONU), Ronaldo Costa Filho, criticou a incapacidade do Conselho de Segurança de "agir construtivamente" por uma solução no conflito entre Rússia e Ucrânia. "Parece que, independentemente de quantos encontros públicos convocamos, um cessar-fogo e o fim das hostilidades parecem distantes", afirmou, em sessão para tratar do ataque russo a uma usina nuclear ucraniana.

O diplomata voltou a exortar as partes envolvidas nas disputas a se engajarem em diplomacia para buscar uma solução. Segundo ele, este não é o momento para escalar a retórica. "O Brasil exorta todos os membros aqui a verdadeiramente e ativamente se envolver para promover diálogo e reconstruir a confiança", defendeu.

Costa Filho acrescentou que o Conselho de Segurança tem "responsabilidade" em fomentar um ambiente favorável à redução das tensões. "Estou quase envergonhando em voltar a dizer que enfrentamos circunstâncias difíceis sem precedente", ressaltou, acrescentando que há uma "terrível tragédia humanitária".

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Sobre a ameaça à usina nuclear de Zaporizhzhia, o embaixador chamou atenção para o risco de um incidente de grandes proporções, que poderia ter consequências enormes para a Ucrânia e para a Europa.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar