Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

China: EUA espalham desinformação e querem se beneficiar da guerra na Ucrânia

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin, afirmou nesta sexta-feira que os Estados Unidos querem se beneficiar com a guerra na Ucrânia. De acordo com ele, os americanos vêm espalhando desinformação sobre o país asiático com relação ao conflito.

"Fabricar rumores para fugir da própria responsabilidade é muito hipócrita e desprezível. A disseminação de desinformação não pode ajudar os EUA a mudar sua responsabilidade. Em vez disso, apenas expõe o motivo real dos EUA de se beneficiar da crise", afirmou durante entrevista coletiva à imprensa.

Wang Wenbin destacou que a China decide sua própria posição e política com base "nos méritos do próprio assunto" e que o país "saúda todos os esforços diplomáticos que conduzam à solução política da questão da Ucrânia e apoia o diálogo e a negociação da Rússia e da Ucrânia para um acordo político que acomode as preocupações legítimas de ambos os lados".

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Usina nuclear

Quando perguntado sobre o ataque da Rússia à maior usina nuclear da Europa, o porta-voz afirmou que a China está preocupada com a segurança e a situação das instalações nucleares na Ucrânia. Porém, ele ressaltou que, de acordo com a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), nenhum dano foi encontrado em equipamentos essenciais da usina nuclear. "Apelamos às partes relevantes para que mantenham a calma e exerçam moderação, evitem uma maior escalada da situação e garantam a segurança das instalações nucleares relevantes", disse.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar