Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Banco apoiado pela China suspende empréstimos a Rússia e Belarus

06:05 | Mar. 04, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

O Banco Asiático de Investimento em Infraestrutura (AIIB), apoiado pela China, anunciou que suspenderá os negócios vinculados à Rússia e Belarus, objetos de amplas sanções internacionais pela invasão da Ucrânia iniciada por Moscou.

Em um comunicado divulgado na quinta-feira, o BAII afirma que "no melhor interesse do banco, a administração decidiu que todas as atividades vinculadas à Rússia e Belarus estão suspensas e sob revisão".

O banco acrescentou que está "monitorando ativamente a situação" na Ucrânia e que a administração "fará o máximo para garantir a integridade financeira do BAII".

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A instituição financeira multilateral, ideia do presidente chinês Xi Jinping, foi inaugurada em 2016 para contra-atacar a influência do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional, mas seus ativos são muito inferiores.

A Rússia está entre os membros fundadores do BAII, com uma participação de 6% em suas operações e uma cadeira na direção. De fato, o país é o terceiro acionista depois da China e da Índia.

O Novo Banco de Desenvolvimento, com sede em Xangai e fundado na mesma época e por razões similares que o BAII, também anunciou que "colocou as novas transações da Rússia em espera".

bys/dma/dhc/dbh/ag/fp

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar