Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Maior fundo soberano do mundo calcula em 90% desvalorização de seus ativos russos

08:30 | Mar. 03, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

O maior fundo soberano do mundo, o da Noruega, calculou nesta quinta-feira (3) que o valor de seus ativos na Rússia se desvalorizou em 90%, devido à guerra na Ucrânia e às sanções econômicas que enfrenta.

No final de 2021, o fundo tinha cerca de 27,4 bilhões de coroas suecas (US$ 2,97 bilhões) em ações russas, o equivalente a 0,2% de sua carteira total, de acordo com seu relatório anual divulgado hoje.

O valor dessas ações russas foi estimado em cerca de 2,5 bilhões de coroas, um número descrito como "muito, muito incerto", segundo diretores do fundo.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"Pode ser que, basicamente, não tenham valor", declarou o vice-diretor do fundo, Trond Grande, em entrevista coletiva.

Em reação à ofensiva militar russa na Ucrânia, o governo norueguês anunciou no domingo (27) que o fundo soberano do país primeiro congelaria seus investimentos na Rússia antes de vendê-los. Este processo deve levar algum tempo.

Diante desse cenário, a Bolsa de Valores de Moscou permanece fechada desde segunda-feira. O primeiro-ministro russo, Mikhail Mishustin, anunciou na terça-feira que a Rússia está preparando um decreto para conter a hemorragia de investimentos estrangeiros.

"Acredito que chegaremos a vender nossas ações, mas a pergunta é se vamos conseguir alguma coisa disso", afirmou o diretor-executivo do fundo, Nicolai Tangen.

Os responsáveis pelo fundo disseram que, neste momento, não têm como divulgar um cronograma de sua retirada da Rússia.

No final do ano, as principais participações dos fundos noruegueses na Rússia eram no gigante energético Gazprom, no banco Sberbank e na petroleira Lukoil.

phy/cbw/cco/mas/zm/tt

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar