Participamos do

Repórter é surpreendido por explosão de mísseis russos durante transmissão ao vivo

O jornalista está na capital ucraniana para realizar a cobertura do conflito entre o país e a Rússia
23:51 | Mar. 02, 2022
Autor Lara Vieira
Foto do autor
Lara Vieira Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Um ataque aéreo russo contra a cidade de Kiev, capital da Ucrânia, foi transmitido ao vivo por um canal de TV americano. O caso ocorreu na madrugada (no fuso horário ucraniano) desta quinta-feira, 3. Na ocasião, o jornalista Charlie D'Angela, da emissora CBS News, finalizava sua transmissão ao vivo quando foi surpreendido pelos clarões proveniente de dois mísseis.

Confira o momento em que os mísseis atingem Kiev:

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O jornalista, que está na Ucrânia para cobrir os conflitos, estava realizando a transmissão ao ar livre. Nas imagens, que viralizaram nas redes sociais, é possível ver o jornalista e a equipe de reportagem confusos após um repentino clarão. "O que aconteceu?", perguntou o repórter para seus parceiros. "Não sei, foi quase como um raio. Um grande clarão", continuou D'Angela.

Instantes depois, enquanto o jornalista e uma colega de trabalho olhavam para o horizonte, mais um clarão surge. Assustados, Charlie D'Angela e os demais membros da equipe se abaixam para se proteger do bombardeio. Mesmo sem a presença de ninguém em frente a câmera, a transmissão continua. "Essa foi perto. Perto o suficiente para ver o clarão", concluiu o repórter da CBS.

Esta quinta-feira marca o 8° dia em que a Rússia iniciou as investidas contra a Ucrânia. Na tarde desta quarta-feira, 3, os destroços de um míssil russo de longo alcance atingiram uma estação ferroviária em Kiev. A estação estava sendo usada para receber mulheres e crianças que procuravam abrigo em meio ao conflito. Até o momento, não há registro de vítimas provenientes do ataque.

 
Tenha acesso a reportagens especiais. Assine O POVO+ clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags