Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Dois soldados chechenos morrem na Ucrânia, anuncia líder da Chechênia

07:25 | Mar. 01, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

Dois soldados chechenos morreram, e seis ficaram feridos na Ucrânia - anunciou o presidente checheno, Ramzan Kadyrov, nesta terça-feira (1), ao comentar a participação dos militares desta república do Cáucaso na invasão russa.

"Infelizmente, há perdas entre os nativos da República da Chechênia. Dois morreram, seis têm ferimentos de diferentes gravidades", disse Kadyrov no aplicativo de mensagens Telegram.

Ramsan Kadyrov, um fiel aliado do presidente russo, Vladimir Putin, apoia a invasão da Ucrânia com combatentes chechenos.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Kadyrov, que governa com mão firme a República Chechena, parte da Federação Russa, divulgou vídeos dos combatentes chechenos na Ucrânia.

Hoje, ele publicou o vídeo de um soldado checheno com tanques russos ao fundo.

A Rússia admitiu ter sofrido baixas desde o início da invasão na quinta-feira, 24 de fevereiro, mas não disse quantos de seus soldados morreram.

Segundo Kadyrov, os combatentes chechenos mortos "escolheram ser heróis". Ele disse ainda que os chechenos "receberam ordens para minimizar as baixas entre a população civil da Ucrânia".

A Rússia nega atacar áreas civis, mas zonas residenciais estão sendo bombardeadas.

A Ucrânia informou que mais de 350 civis foram mortos desde o início da invasão russa.

Moscou invadiu o país vizinho de diferentes direções, inclusive de Belarus, da península da Crimeia e de territórios controlados pelos separatistas pró-Rússia no leste da Ucrânia.

oc/jbr/mas/zm/tt

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar