Participamos do

Ucrânia aceita diálogo com Moscou na fronteira com Belarus

Segundo o presidente Vladimir Putin, uma delegação russa está na cidade bielorrussa de Gomel.
11:54 | Fev. 27, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

A presidência da Ucrânia informou, neste domingo, 27, que concordou em conversar com a Rússia e que as discussões ocorrerão na fronteira com Belarus, perto da zona de exclusão de Chernobil.

Esta decisão foi tomada após a mediação do presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko.

"A delegação ucraniana se reunirá com a (delegação) russa sem estabelecer condições prévias na fronteira ucraniano-bielorrussa, na região do rio Pripyat", declarou a Presidência em um comunicado.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Antes, Zelensky havia deixado claro que não aceitaria dialogar com a Rússia em Belarus, país onde algumas tropas russas se encontravam estacionadas antes de invadirem a fronteira norte da Ucrânia.

O governo ucraniano afirmou que Lukashenko garantiu a Zelensky que "todos os aviões, helicópteros e mísseis estacionados em território bielorrusso permanecerão em terra durante a viagem, as negociações e o retorno da delegação ucraniana".

Segundo o presidente Vladimir Putin, uma delegação russa está na cidade bielorrussa de Gomel. Moscou queria que as negociações ocorressem em Belarus, um de seus aliados.

Recusando-se a viajar para Minsk, Zelensky relatou que seu governo ofereceu "Varsóvia, Bratislava, Budapeste, Istambul e Baku" como opções para a Rússia.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags