Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

OMS adverte sobre escassez de oxigênio e pede corredores seguros para Ucrânia

14:09 | Fev. 27, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

A Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu, neste domingo (27), corredores seguros para entregar suprimentos médicos de emergência no quarto dia da invasão da Ucrânia, incluindo oxigênio, que está em falta.

"É imperativo que os suprimentos médicos que salvam vidas - incluindo oxigênio - cheguem àqueles que precisam deles", disse a agência da ONU, em um comunicado.

"Estes recursos precisarão de trânsito seguro, incluindo um corredor logístico através da Polônia", escreveram o diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, e seu diretor regional para a Europa, Hans Kluge, em um comunicado conjunto.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Segundo a OMS, o fornecimento de oxigênio na Ucrânia atingiu "uma situação muito perigosa", com "caminhões incapazes de transportar oxigênio entre fábricas e hospitais".

Alguns hospitais já esgotaram suas reservas, "e a maioria deles está perto disso nas próximas 24 horas".

Diante do risco de uma catástrofe humanitária na Ucrânia, a ONU pediu, na sexta-feira, um "acesso seguro e sem obstáculos" para a ajuda humanitária para a Ucrânia. Este pedido foi repetido por muitos países e até pelo papa Francisco.

A OMS disse estar "muito preocupada" com os civis na Ucrânia.

Mais de 368.000 pessoas fugiram da Ucrânia desde a invasão russa na quinta-feira, informou o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), neste domingo.

map/thm/sag/eg/tt

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar